Pesquisar este blog

terça-feira, 4 de março de 2008

Abrangência do conceito de Meio Ambiente


A idéia de meio ambiente será a mesma na mente de diferentes pessoas? Tente uma definição. Provavelmente ela dependerá de sua formação profissional, de suas vivências, do lugar em que vive.
Quando pensa em meio ambiente você imagina coisas ou interações? Ou coisas interagindo? Ou realiza um juízo de valor? A imagem refere-se a elementos naturais ou contém elementos artificiais? A sociedade humana está presente? É uma visão paradisíaca ou conflituosa?
O que se evidencia é que a construção de representação simbólica de ambiente é dependente não só das condições materiais que cercam o sujeito, mas também de conhecimentos e conteúdos afetivos, éticos, ideológicos que condicionam sua própria percepção.
Segundo Reigota* existem as seguintes representações de meio ambiente:
1-Naturalista, que caracteriza-se por evidenciar somente os aspectos naturais do ambiente;
2- Antropocêntrica: privilegia a utilidade dos recursos naturais para a sobrevivência do homem;
3-Globalizante: evidencia as relações recíprocas entre natureza e sociedade

Eis algumas definições:

“Conjunto de todas as condições e influências externas que afetam a vida e o desenvolvimento do organismo.” Glossário de Engenharia Ambiental, SEMA, 1998.

“Conjunto de todas as condições e influências externas circundantes, que interagem com um organismo, uma população ou uma comunidade.”Glossário de Ecologia, Academia de Ciências do Estado de São Paulo, 1987.

“Conjunto de condições naturais e de influencia que atuam sobre os organismos vivos e seres humanos”.HOLANDA, Aurélio Buarque de. Novo dicionário Aurélio, São Paulo: Nova Fronteira, 1986.

Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.”Lei 6.938/81- Política Nacional de Meio Ambiente, 1981.

Notamos que há muito em comum entre elas: todas fazem referencia a um “conjunto de condições e influencias”e a “seres vivos”.Mas somente a segunda e a quarta evidenciam a interação entre esses dois conjuntos. E nenhuma explica uma interação com a sociedade.
O que percebemos é a evolução do conceito de meio ambiente, cuja abrangência tem se ampliado conforme ele vai sendo incorporado por diferentes áreas de estudo. E não é de estranhar alguma confusão nesse processo.
Atualmente, os fatores decorrentes da ação humana são considerados em estudos ambientais tanto quanto os fatores bióticos e abióticos sendo denominados fatores antrópicos.
E não há como negar-lhes a relevância, dependendo do caso. Pois citando Odum, o importante é compreender que o objetivo da análise do ambiente não fazer longas listas sem nenhuma apreciação dos possíveis “fatores”, mas:
1- Descobrir, por meio de observações, analises e experiências, quais os fatores que são funcionalmente significativos;
2- Determinar, em cada caso, como esses fatores exercem os efeitos no individuo, na população e na comunidade.
Qual sua definição de meio ambiente?
MOISÉS, Hélvio Nicolau. Meio ambiente no ensino de Ciências.Cadernos do III Fórum de Educação ambiental. São Paulo: Gaia:1995, p. 182-187.

Um comentário:

emilene caroline alves disse...

legal pois fala como preservar o meio ambiente